quarta-feira, junho 29, 2022

Latest Posts

SEC e COELBA inauguram usina solar fotovoltaica no Colégio Central

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) inaugurou, nesta segunda-feira (14), uma usina solar fotovoltaica, no Colégio Estadual da Bahia – Central, em Salvador. A ação foi realizada em parceria com a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), por meio de um termo de cooperação técnica.

Inserida no projeto “Eficiência energética e escolas sustentáveis”, a iniciativa visa potencializar ações socioeducativas que contribuam para a consolidação de projetos de eficiência energética, combate ao desperdício de energia elétrica e formação técnica profissional.

O subsecretário da Educação do Estado, Danilo Souza, que representou o secretário Jerônimo Rodrigues, falou da importância da parceria do ponto de vista pedagógico. “O objetivo é levar os estudantes a compreenderem o processo de geração de energia e o quanto ela é estratégica no desenvolvimento de qualquer lugar, do ponto de vista social, político e econômico. A usina vem reforçar esse sentido de que o planeta tem saída e que isso se dá pela ciência, tecnologia e educação”.

O diretor presidente da Coelba, Luiz Antônio Carlini, ressaltou a importância da iniciativa. “O programa de eficiência energética da Neoenergia nos dá a oportunidade de interagir com diversos tipos de unidades consumidoras, especialmente as escolas que têm um fator muito importante na disseminação do conhecimento que é gerado no programa em todo o Brasil, pois os alunos e professores serão os nossos multiplicadores. Essa usina é apenas uma parte de um grande termo de cooperação que vai gerar energia equivalente a, aproximadamente, 30% a 40% do consumo da escola, o que favorece um consumo sustentável de uma energia solar gerada na própria escola”.

Os estudantes fizeram uma visita ao Caminhão da Eficiência Energética, que está no estacionamento da escola, através do qual aprenderam questões como geração, transmissão e distribuição da energia elétrica, além de alguns princípios da física. No auditório, eles conheceram mais sobre o funcionamento da usina e participaram de atividades socioeducativas sobre eficiência energética e escolas sustentáveis.

Segundo a estudante Fernanda da Silva, que faz parte do Clube de Ciências do colégio, a ação serviu para ampliar seus conhecimentos. “Muitos alunos não sabiam o que é desenvolvimento sustentável e como funciona uma usina solar fotovoltaica. Todo esse conhecimento obtido na atividade vai contribuir muito para o nosso crescimento, pois muitas pessoas não estão ligando para as modificações que a terra está sofrendo e é a educação que vai trazer melhorias para o nosso planeta”, disse.

Sobre a usina

O sistema instalado no Colégio Central é composto por 135 placas, com geração de 45,9 kWp e uma estimativa de produção de 68.11MWh/ano. Com isso, a unidade escolar caminha para se tornar uma escola sustentável a partir de três dimensões inter-relacionadas: espaço físico, gestão e currículo. Estudos técnicos já estão em andamento para a instalação de equipamentos em outras sete escolas. Até o final de 2022, a previsão é que sejam instaladas usinas solares fotovoltaicas em 20 unidades da rede estadual de ensino, em municípios como Ilhéus, Jequié, Feira de Santana, Juazeiro e outros.

Fonte: Ascom/SEC

Latest Posts

spot_imgspot_img

Don't Miss

Stay in touch

To be updated with all the latest news, offers and special announcements.