domingo, julho 3, 2022

Latest Posts

Políticas públicas asseguram acesso a água de agricultores familiares da Bahia

O acesso à água é direito de todos, e o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), comemora o Dia Mundial da Água, celebrado nesta terça-feira (22), com avanços na implementação de políticas públicas de acesso à água tanto para consumo quanto para produção, para agricultores e agricultoras familiares baianos.

Com o Programa Água para Todos, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), foram implementadas 27.164 tecnologias sociais de captação e armazenamento de água, ampliando, principalmente, a oferta de água para produção e dessedentação animal. São cisternas, barreiros comunitários, barreiro trincheira familiar, limpeza de aguadas, dentre outras, que já beneficiam 105.902 agricultores.

De acordo com a coordenadora do Programa Água Todos na CAR, Ana Luiza Marques, as ações proporcionam a produção agroalimentar e animal e aumentam a capacidade produtiva voltada para a segurança alimentar e nutricional, potencializando desde a produção de frutas e hortaliças à criação de pequenos animais, como aves, caprinos e ovinos. “A água é um direito essencial e o nosso papel é democratizar o acesso a água nas comunidades rurais para fortalecer a agricultura familiar”.

Outra inicitiva que faz a diferença em comunidades rurais do estado é o projeto Bahia Produtiva, que, além de ações de inclusão socioprodutiva e comercialização, financia a implantação de sistemas de abastecimento de água e banheiros nas zonas rurais, com a gestão das Centrais de Associações Comunitárias de Jacobina, Seabra e Caetité.

O modelo de gestão compartilhada já permitiu que 15.919 novas ligações de água fossem feitas e 5.297 ligações recuperadas em 49 municípios, beneficiando 94.604 mil habitantes na zona rural, que passaram a ter água nas torneiras de suas casas. A meta é chegar a 23 mil ligações de água. Pelo Bahia Produtiva, também foram contratados 227 novos sistemas de abastecimento e 2.544 módulos sanitários.

Segundo a assessora de acompanhamento e monitoramento do Bahia Produtiva, Dora Cavalcanti, a Bahia é uma referência no que se refere ao modelo de gestão de sistemas de água e saneamento para atender moradores da zona rural. “É um modelo que já existe há 24 anos na Bahia, em Seabra e Jacobina, e foram fortalecidas pelo projeto, que investiu na criação de mais uma Central, em Caetité”.

Implantação de fusegate

Pelo projeto Pró-Semiárido, da CAR, também tem investimento destinado para água de consumo e produção. A implantação do fusegate – uma tecnologia francesa – na barragem do município de Ponto Novo possibilitou o aumento da capacidade de armazenamento de água da barragem em 24%, beneficiando mais de 300 mil pessoas e 10 municípios do entorno.

A tecnologia permitiu ainda que cerca de 145 famílias irrigantes pudessem voltar a produzir frutíferas e, consequentemente, reativar o perímetro irrigado do município, gerando alimento e renda, e também o planejamento da produção agrícola e das pequenas criações dessas famílias.

Jordânia Alves mora na comunidade de Canavieira, em Senhor do Bonfim. Lá, as famílias hoje consomem a água encanada que vem da barragem de Ponto Novo. “Através do Pró-Semiárido, hoje a gente tem água de qualidade. Nem só água, qualidade de vida, porque antes a gente tinha que sair daqui para ganhar a vida. E hoje a gente foi capacitado para sobreviver do que a gente tem na comunidade, das riquezas que a gente tem aqui, que não são poucas”, afirma Jordânia, lembrando a ação do projeto, com as formações e assistência técnica, que vêm contribuindo para potencializar a sua produção.

Água Doce

A SDR, por meio da CAR, também realiza manutenção de 291 sistemas de dessalinização de água, instalados em 55 municípios baianos, pelo Programa Água Doce (PAD), que leva água potável de qualidade para as comunidades rurais.

Além da manutenção física, a CAR também acompanha as comunidades rurais no processo de gestão, com equipes especializadas compostas por técnicos e assistentes sociais que auxiliam na administração do equipamento junto ao Grupo Gestor de cada localidade.

O PAD é coordenado na Bahia pela Secretaria de Meio Ambiente (Sema) e executado em parceria com a Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb).

Fonte: Ascom/SDR

Latest Posts

spot_imgspot_img

Don't Miss

Stay in touch

To be updated with all the latest news, offers and special announcements.