quarta-feira, junho 29, 2022

Latest Posts

Melhorias na rede elétrica na Vasco da Gama, em Salvador, vão parar a ECP do Lucaia, às 18h da próxima segunda (7)

Devido à obra de melhoramento da Coelba na rede elétrica, na Avenida Vasco da Gama, em Salvador, a estação de condicionamento prévio (ECP) do Lucaia vai deixar de receber energia e terá que interromper o bombeamento de efluente para o emissário submarino do Rio Vermelho, a partir das 18h da próxima segunda-feira (7). De acordo com previsão da concessionária de energia, o fornecimento de energia para a ECP será retomado às 6h da terça-feira (8), quando a estação voltará a funcionar.

Técnicos da Embasa, em alinhamento com o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), estão colocando em prática as medidas previstas junto ao órgão para minimizar o impacto causado pela parada da ECP, como a aplicação de remediadores biológicos para amenizar o forte odor causado pelo extravasamento de efluente e melhorar a qualidade da água do rio Lucaia, assim como a instalação de redes retentoras de sólidos no encontro do rio com a praia do Rio Vermelho.

A área social da Embasa também está em contato com lideranças das comunidades que habitam entre as praias do Rio Vermelho e do Farol da Barra, pescadores e Salvamar para alertar sobre a importância de evitar o contato ou o banho de mar, entre o Rio Vermelho e o Farol da Barra, durante o período da parada e nas 24 horas seguintes.

Técnicos do laboratório central da Embasa já estão coletando amostras de água do mar em pontos da faixa de praias que vai do Rio Vermelho ao Farol da Barra, desde o dia 9 de fevereiro, para monitorar a qualidade da água do mar antes da parada. A partir do dia 7, as coletas e análises laboratoriais serão diárias e só deixarão de acontecer quando os resultados das análises forem iguais aos verificados antes da parada da ECP.

“Já tivemos outras experiências de interrupção do funcionamento da ECP do Lucaia no ano passado, e verificamos que as medidas mitigadoras de impacto, a orientação à comunidade do entorno e o monitoramento da qualidade da água do mar deu segurança à empresa, aos frequentadores dessa faixa de praias e aos órgãos ambientais do estado e do município sobre a prevenção de riscos”, explicou Manuella Andrade, superintendente de produção e esgotamento sanitário de Salvador e região metropolitana.

Qual a função da ECP do Lucaia?

A estação do Lucaia integra o Sistema de Disposição Oceânica (SDO) do Lucaia e cumpre a função de retirar sólidos grossos, fibras e partículas finas de cerca de 73% do esgoto coletado na capital baiana. Do seu funcionamento depende a destinação adequada de efluente pelo emissário submarino do Rio Vermelho, tubulação subaquática com quase 3 quilômetros de extensão que dispersa esgoto condicionado a uma profundidade de 27 metros, sem risco de degradação ambiental da flora e fauna marítimos. O SDO do Rio Vermelho tem licença do Ibama para lançar efluente no oceano.

Latest Posts

spot_imgspot_img

Don't Miss

Stay in touch

To be updated with all the latest news, offers and special announcements.