sábado, julho 2, 2022

Latest Posts

Fanfarra escolar potencializa aprendizado de estudantes no Colégio Estadual Rubén Darío, em Salvador

As fanfarras desenvolvidas nas escolas da rede estadual de ensino vêm, cada vez mais, fortalecendo a arte musical no currículo escolar e, consequentemente, a formação da juventude baiana. No Colégio Estadual Rubén Darío, na Avenida San Martin, em Salvador, por exemplo, além de estimular as habilidades artísticas, através de instrumentos musicais e coreografias, a fanfarra intitulada Bancerd, também tem impactado positivamente na aprendizagem dos integrantes do grupo musical.

No início do ano letivo de 2022, o Governo da Bahia fez a entrega de 100 kits de fanfarra, contendo diferentes instrumentos musicais como bumbo, trompete e trombone, entre outros. O Rubén Darío esteve entre as unidades escolares beneficiadas com a iniciativa, que potencializará as atividades já desenvolvidas pela Bancerd.

O diretor do colégio, Antônio Pimenta, ressaltou a importância da atividade para a vida dos estudantes. “Acreditamos que a música, a arte e a dança são ferramentas fundamentais para o desenvolvimento cognitivo dos estudantes. Devido à sua simplicidade e fácil organização, a fanfarra escolar em seu contexto pedagógico é, na maioria das vezes, o começo para a formação de um jovem músico, dando a ele a oportunidade de ter o seu primeiro contato com uma linha melódica bem definida, uma combinação perfeita entre os diversos instrumentos, podendo executar peças eruditas e contemporâneas”.

Para o estudante Pablo Michel Silva, 18, que faz o curso técnico de nível médio em Administração e toca bumbo, a fanfarra tem um significado especial em sua vida. “Eu amo a fanfarra, pois participar dela me ajudou a melhorar meu comportamento e rendimento escolar, bem como minha disciplina, concentração e responsabilidade. Além disso, é uma atividade que trabalha o espírito de equipe, ocupa a nossa mente e desenvolve o nosso metabolismo”, disse o jovem, que participa do projeto há cinco anos.

Quem também gosta muito da atividade é Joice Kelly Barros, 15, que cursa o 1º ano do Ensino Médio e faz parte do corpo coreográfico. “Estou na fanfarra há três anos e me sinto muito bem em participar, pois temos o lema que é a nossa união e o de focar em algo, ou seja, persistir. Com a fanfarra, aprendi a ter mais responsabilidade, passei a ter um melhor comportamento e as minhas notas melhoraram muito. Ver o público nos aplaudindo nas apresentações nos faz ter a melhor sensação do mundo, porque mostra o reconhecimento”, salientou.

Sobre as fanfarras

As fanfarras são uma das ações estratégicas da SEC que visam contribuir para a sua efetivação, conforme a Lei n° 11.769/2008, como espaço e tempo de aprendizagens, através do ensino de instrumento individual e ou coletivo e das expressões artísticas, corporais, garantindo a permanência e a qualificando as aprendizagens. As fanfarras escolares fazem parte do calendário das comemorações cívicas da Bahia não apenas no 7 de Setembro, mas, também, em outras festas comemorativas, a exemplo do 2 de Julho, que marca a Independência da Bahia.

Fonte: Ascom/SEC

Foto: Divulgação/SEC

Latest Posts

spot_imgspot_img

Don't Miss

Stay in touch

To be updated with all the latest news, offers and special announcements.