domingo, julho 3, 2022

Latest Posts

AfroBiz tem rodada de negócios para empreendedores negros do turismo

Através do projeto AfroBiz Salvador, mais de 100 empreendedores negros soteropolitanos participaram da primeira rodada de negócios direcionados à cadeia do turismo afro, da capital baiana. Promovido pela Prefeitura, o evento foi realizado nesta quarta-feira (9), na Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), no Stiep.

A ação é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) e da Secretaria Municipal da Reparação (Semur), com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), através do Prodetur Salvador. Na primeira rodada de negócios, os empreendedores negros selecionados tiveram a chance de apresentar e negociar seus produtos e serviços, diretamente com as empresas compradoras participantes.

Durante a exposição dos itens negociáveis, os empreendedores negros aproveitaram o espaço para conversas, trocas e palestras com afroempreendedores locais. Cada fornecedor utilizou um tempo médio de 30 minutos, para apresentar os produtos e serviços aos compradores.

O secretário da Secult, Fábio Mota, destacou a importância da iniciativa e falou sobre a necessidade de ter negros em locais de destaque no comércio de turismo da capital baiana. “Este é um novo nicho do turismo em Salvador. Os empreendedores negros estão capacitados e hoje atuam como expositores da cultura da Bahia, profissionalizados e com sentimento de valor agregado. O objetivo do projeto é gerar inclusão social e renda, oferecendo oportunidade a esses afroempreendedores de fazer um link entre a cultura e os produtos baianos e o comércio do mundo inteiro”, destacou.

Reparação– Através do Estatuto da Igualdade Racial, no eixo turismo étnico, o programa foi implementado a título de reparação histórica. Com objetivo de aproximar os negócios locais aos mercados brasileiro e internacional, o AfroBiz visa fomentar a valorização do trabalho de empreendedores negros de Salvador.

A titular da Semur, Ivete Sacramento, lembrou que Salvador é uma cidade que possui 82% da população negra. Para ela, é necessário refletir sobre os negócios, retornos financeiros e o desenvolvimento econômico das pessoas negras, como também suas intervenções culturais e técnicas.

“É um dia histórico para militantes negros da capital baiana. Há muito tempo discutimos que uma das formas de combater o racismo é dando oportunidade, em várias esferas da sociedade. Salvador é conhecida através da cultura negra, mas infelizmente as pessoas negras não tinham o devido retorno dos serviços e produtos fornecidos. Hoje teve início uma escalada importante, em que aqueles empreendedores que não tiveram a oportunidade de apresentar seus negócios ao Brasil e ao mundo, agora têm a chance de negociar, diretamente, com diferentes mundos e setores da sociedade, fora do eixo da cidade, valorizando a criatividade, técnica e arte”, celebrou.

Afro business– As rodadas de negócios pretendem trazer à tona o protagonismo negro na economia local. “O objetivo da Prefeitura Municipal de Salvador é fortalecer os afroempreendedores enquanto cadeia produtiva, ao mesmo tempo em que contribui para o desenvolvimento da economia, a geração de renda e a preservação e valorização da cultura afro local”, acrescentou a secretária.

A empresária paulista Elisabete Pereira é proprietária de uma rede de lojas de artes brasileiras. Na posição de compradora, ela destacou a expectativa para negociar com os empreendedores negros de Salvador.

“É um privilégio participar da primeira rodada de negócios afro business. Espero encontrar diversidade em produtos brasileiros, com qualidade e preços justos. Pela experiência que tenho, sei que vou achar muita coisa bacana. Salvador é um lugar de muita criatividade, na verdade é um grande celeiro de arte do Brasil. Não tenho dúvidas que faremos grandes negócios no dia de hoje”, previu.

Representante da empresa Arte é Trampo, o empreendedor Victor Badaró explicou que a produtora e agência tem foco em trabalhos artísticos. “Como artista, quero apresentar meu trabalho, sei que é um momento importante para o empreendedorismo negro da cidade. É um marco histórico, que dá espaço e valoriza. Com certeza, é uma abertura de portas, que promove o crescimento econômico para todo setor”, opinou.

Latest Posts

spot_imgspot_img

Don't Miss

Stay in touch

To be updated with all the latest news, offers and special announcements.