domingo, julho 3, 2022

Latest Posts

Ações na drenagem na Cidade Baixa reduzem alagamentos causados pela chuva

Mesmo com as fortes e frequentes chuvas que têm ocorrido na capital baiana, locais onde existiam alagamentos rotineiros não sofrem mais prejuízos. Com as obras de drenagem e alargamento de canais, realizadas pela Prefeitura, ruas como a Nilo Peçanha, na Calçada, Porto dos Mastros e Jussara, na Ribeira, têm apresentado escoamento rápido das águas.

Os moradores relatam as transformações ocorridas após as intervenções, que duraram três meses. Na Rua Nilo Peçanha, onde existe o canal do Rio Lobato, o alagamento era constante. No local, foram retiradas edificações para realização das intervenções, que elevaram o fluxo do canal. Além disso, foram limpas todas as bocas de lobos e abertos canais subterrâneos.

Comerciante e morador da Rua Nilo Peçanha há 13 anos, Anísio Bispo destacou que a obra realizada no local refletiu na redução dos transtornos à população. “Antigamente qualquer chuvinha alagava tudo, tínhamos muitos prejuízos, era terrível. Quando chegava o período de chuva era certo o sofrimento. Ainda não está perfeito, mas nem se compara”, avaliou.

Nas Travessas Monteiro Lobato dos Mares e São Domingos de Gusmão existiam canais que também alagavam com frequência. A Secretaria Municipal de Manutenção (Seman) realizou a limpeza e outras intervenções, amenizando o problema. As obras realizadas custaram R$500 mil.

O titular da pasta, Luciano Sandes, afirmou que, a depender da quantidade de chuva, ainda há alagamentos no local, porém a água retida logo é escoada. “Mesmo quando há maré alta, o escoamento é rápido.  A retenção da água acontece por se tratar de um ponto muito baixo da cidade”, explicou.

Ainda de acordo com o secretário, há estudos de projetos de macro e microdrenagem, realizados pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas de Salvador (Seinfra), por meio da Superintendência de Obras Públicas (Sucop), para acabar de vez com o problema.

Nova realidade – Já na Avenida Porto dos Mastros, os alagamentos foram completamente sanados. No local, existia o lançamento de esgoto clandestino que, após solicitações da administração municipal, esses pontos foram retirados pela Embasa. Dessa forma, houve uma melhora no escoamento das redes. Além disso, a Seman realizou o aumento de captação, com a implantação de novas bocas de lobo e caixas.

Na Rua Jussara, com a resolução do problema na rua principal, também não ocorre mais obstrução. Para a realização destas obras foram investidos cerca de R$200 mil.

Comerciante e moradora há mais de 30 anos da Rua Porto dos Mastros, na Ribeira, Vera Lúcia Bezzet afirmou ter tido muitos prejuízos com as chuvas, mas revelou a alegria de saber que essa é uma realidade que ficou no passado. “Já perdi freezer, guarda-roupa, sofá e vários outros itens. Dias de chuva significavam dias de sofrimento. As paredes da minha casa têm as marcas dos antigos alagamentos. Hoje, a realidade é outra, mesmo com o grande fluxo de água, o escoamento é rápido. Estamos numa nova era”, comemorou.

Largo do Papagaio – Com problemas crônicos de alagamento, o Largo do Papagaio também passa por obras de requalificação. Neste local, existe uma drenagem subdimensionada. Para solucionar o problema, técnicos da Seman estão construindo uma ligação, aumentando o diâmetro da rede de drenagem, aumentando a capacidade de fluidez da água. A obra, que está avaliada em R$40 mil, tem previsão de término para o final do mês de março.

“Existem três pontos críticos em termos de alagamento nesta região da cidade. Ainda há uma série de problemas relacionados à maré alta, que estão sendo atenuados ou resolvidos, resultando em melhorias significativas. Com alargamento de canais, serviços de limpeza e o aumento da captação, dentre outras intervenções, a Prefeitura realiza uma obra que traz maior mobilidade, fluidez no trânsito, conforto para a população e qualidade de vida para os moradores”, afirmou Sandes.

Morador da Ribeira e nascido no bairro, o serralheiro José Carlos dos Santos, de 58 anos, falou sobre as transformações ocorridas na região, após as intervenções e destacou a expectativa por mais melhorias. “Nunca vivemos um momento tão bom. Se essas obras não tivessem sido realizadas, após a chuva que caiu essa noite, ficaríamos dias com a rua alagada, sem poder transitar. Já chegamos a passar cinco dias com a avenida cheia de água, sem ter como sair de casa. Finalmente esse problema crônico foi solucionado. Queremos ver outros locais sendo transformados e os moradores tendo a felicidade de viver em local digno”, defendeu.

Descarte adequado – Subprefeito da Cidade Baixa, André Maracajá destacou a atuação da Prefeitura-Bairro para garantir o fim dos problemas de alagamentos. “A PB atua como interlocutora entre comunidade e órgãos municipais, recebendo as reclamações, denúncias e promovendo mediações. Existiam problemas crônicos, que afetavam o desenvolvimento econômico, a mobilidade e a autoestima do cidadão. As obras trouxeram resultados muito positivos”, avaliou.

Maracajá afirmou ainda que a conscientização dos moradores sobre o descarte do lixo nos locais corretos é de extrema importância para garantir os benefícios das obras. “É comum ver pessoas jogando entulho em locais indevidos e entupindo as drenagens, os resíduos boiando e dificultando a passagem da água. Precisamos contar com a colaboração da população no sentido de não jogar lixo nas ruas”, alertou.

Latest Posts

spot_imgspot_img

Don't Miss

Stay in touch

To be updated with all the latest news, offers and special announcements.